Senegal

NOME MISSIONÁRIOS:

* Nelson Rodrigues dos Santos – 55 anos

* Taeli Santos da Silva – 37 anos

Filhos:

* Nicoli Fernandes da Silva – 18 Anos

* Rebeca da Silva – 11 anos

* Jean-Pierre da Silva – 4 anos

LOCALIDADE: Gaparu / Senegal

PESSOAS ALCANÇADAS: Aproximadamente 1.500 pessoas O trabalho missionário realizado no Senegal atinge aproximadamente 1.500 pessoas, cerca de 250 famílias e aproximadamente 500 crianças que são resgatadas das ruas diariamente, pois a situação precária destas crianças condiz com uma condição miserável ao qual vivem em situação de escravidão infantil. Senegal, que é um país localizado na África Ocidental, é banhado pelo Oceano Atlântico e faz fronteira com a Gâmbia (incrustada em seu território), a Mauritânia, ao norte; o Mali, a leste; e a Guiné e Guiné-Bissau, ao sul. É também o país que se encontra mais próximo à ilha de Cabo Verde, a 640 km de distância. A sua capital é a cidade de Dacar, localizada no ponto mais a oeste do país. As etnias predominantes são os jalofos, os serer, os fulas, os tukulor, os diolas e os mandingas, enquanto a religião mais professada é o islamismo, que agrega cerca de 87% da população. Devido a ser um País dominado pela religião islâmica se torna uma das grande barreiras para avançarmos com a pregação do evangelho.

 

Senegal, que é um país localizado na África Ocidental, é banhado pelo Oceano Atlântico e faz fronteira com a Gâmbia (incrustada em seu território), a Mauritânia, ao norte; o Mali, a leste; e a Guiné e Guiné-Bissau, ao sul. É também o país que se encontra mais próximo à ilha de Cabo Verde, a 640 km de distância. A sua capital é a cidade de Dacar, localizada no ponto mais a oeste do país.

Apesar de já ter sido ocupado por tribos antigas, por grupos tribais convertidos ao islamismo e também por portugueses, a colonização do território que hoje corresponde ao Senegal ocorreu a partir do século XVII pela França. O país, aliás, foi a única das colônias francesas a ter os seus cidadãos reconhecidos como cidadãos da França, fato que ocorreu logo após a Revolução Francesa em conjunto com a abolição da escravatura. Em 1960, o país, enfim, conseguiu a sua independência após a realização de lutas separatistas que ocorriam desde o século XIX.

No ano de 1982, o Senegal – que havia adotado um sistema econômico e político autointitulado “socialismo islâmico” – decidiu pela união com a Gâmbia, haja vista que, juntos, os países formam uma única área, sendo o território senegalês o único a fazer fronteira com esse país. Assim, formou-se a Senegâmbia, que, no entanto, foi dissolvida em 1989 após divergências políticas entre as lideranças dos dois países.

 

A população de Senegal, segundo dados de 2014 das Nações Unidas, é de 14,54 milhões de pessoas, que se distribuem em uma área de 196.720 km², o que perfaz uma densidade demográfica de 73,9 habitantes por quilômetro quadrado. A cidade mais populosa é a capital, Dacar, com cerca de 2,2 milhões de pessoas. As etnias predominantes são os jalofos, os serer, os fulas, os tukulor, os diolas e os mandingas, enquanto a religião mais professada é o islamismo, que agrega cerca de 87% da população.

Por encontrar-se em uma região muito próxima ao mar, as altitudes locais não são muito elevadas, com um relevo formado por uma grande e extensa planície que conta com as savanas como vegetação superficial. Os rios principais que abastecem a região são o Senegal, o Gâmbia e o Casamanse, que agrupam as principais bacias hidrográficas locais.

O clima de Senegal é o semiárido, principalmente nas porções setentrionais de seu território, o que indica a baixa influência da maritimidade em suas temperaturas e variações térmicas ao longo do ano. O país integra o chamado Sahel africano, com uma estação seca prolongada e chuvas irregulares e má distribuídas ao longo do ano, tanto é que as Savanas concentram-se mais ao sul do território, onde costuma chover um pouco mais.

 

O Senegal é considerado um país relativamente industrializado, embora a sua produção industrial corresponda a 22,7% do PIB, à frente da agricultura, com 15%, e atrás do setor terciário, com 61,9%. Os principais produtos agrícolas são o amendoim, o tabaco, a cana-de-açúcar, o sorgo e o tomate, enquanto a indústria destaca-se nas práticas de processamento de minerais e na produção de fertilizantes. Há ainda que se destacar o papel da pesca na economia, que encontra um amplo mercado exportador nos países da União Europeia.

Untitled-1
doe

NÓS ENTRAMOS EM CONTATO COM VOCÊ.

Faça parte do que Deus está fazendo as nações, envie sua mensagem e estaremos entrando em contato para melhor atendê-lo.

Enviar Mensagemclear